A História Sem Fim

("The Neverending Story", 1984, Dir.: Wolfgang Petersen)



Leia o texto completo e atualizado aqui.

7 comentários:

Luiz Antônio Gusmão disse...

rapaz, nunca via história sem fim. passava no sbt sempre tarde da noite, depois daquele programa horrível do silvio santos q eu adorava, o topa tudo por dinheiro. sempre inédito "pela primira vez na televisão", bem como o mcquade - olobo solitário. q eu tb nunca vi...

Aninha disse...

Nossaaa, muita coincidência ler sobre a História sem fim hj. Entrei no blog por acaso, depois de um bom tempo e vi este post. Justo hj q eu e meu irmão, saudosos da nossa infância, lembravamos dos bons filmes da época. Comentamos e tudo da cena mais triste do filme, que é a do cavalo afundando no pântano (Confesso q até hj tenho medo de encontar areia movediça).Esse filme é um clássico e lembra muito a minha infância. Acho que foi um dos meus primeiros filmes visto no cinema (devia ter 6 anos... agradeço aos meus pais por terem bom gosto e me proporcionarem a sorte de viver esta experiência). Lembro tb do meu desespero, achando que o filme nunca ia ter fim mesmo e eu querendo ir no banheiro...rsrs (prova de que naquela época éramos crianças inocentes mesmo). Adorei o texto! Paarbéns!

Luis Adriano disse...

Eu tinha feito uma lista de filmes para comentar no meu Blog sobre alguns "clássicos". Não posso deixar de acrescentar esse à lista, pois eu me lembro bem de quando era pequeno e esse filme era exibido no Cinema em Casa, no SBT, várias vezes - acredito que com mais frequência do que A Lagoa Azul, que também não foi incluída na lista ainda.

Explique-me como funciona o seu Blog... tem mais postagens sobre filmes? Só vi 8... gostaria de comentar em algum que eu me lembre com maior nitidez...
=)

http://literaturaecinema.blog.terra.com.br/

El Cabrón disse...

Muito bom o Blog e sua concepção visual! Vou adicionar aos meus links de favoritos. Conheci ele por conta do Luiz Thunderbird, amigo do meu tio que foi um guitar e fundador da primeira banda de psychobilly do Brasil: Kaes Vadius.
Vamos nos falando mais!
boa semana!

http://fotogramaexperimental.zip.net

melimaenomenon disse...

Cara, LEIA o livro o/

Também assisti até encher o saco quando criança mas só prestei atenção mesmo quando vi uma vez na sessão da tarde no começo da minha adolescência... fiquei fascinada!Mas na época não tinha DVDs, muito menos pra vender a R$12,99 em qualquer loja na esquina, então pense no que meus pais não ficavam "P da vida" quando eu insistia, mais uma vez, em alugar esse filme que eu já tinha visto tantas e tantas vezes, inclusive decorado as falas... até que minha mãe achou e comprou o VHS pra mim. Depois descobri que existia o livro e fui atrás; mais de dois anos depois consegui comprar. E, sinceramente, lê-lo foi uma das melhores experiências da minha vida! Com 19 anos na cara eu terminei o livro imaginando se alguém tambem estaria vivenciando minhas aventuras hahaha!


ADOREI o post :)

Tania Mara disse...

adorei o seu texo! realmente é uma historia facinante a desse filme...
é uma pena q as crianças de hoje tenham deixado a fantasia acabar tão cedo... eu tenho 23 anos e o nada ainda não conseguiu me pegar,me emociono e aprendo com o filme até hoje!rsrs
grande abraço e parabens pelo blog!

Vinicius Claudio disse...

Excelente análise.
Lembrei do dia em que assisti a esse filme, locado à dura pena na locadora, e a sala da casa minha amiguinha lotada de moleque! História Sem Fim é um clássico.