Quase Famosos

("Almost Famous", 2000, Dir.: Cameron Crowe)



Leia o texto completo e atualizado aqui.

8 comentários:

Tangerine disse...

Eu tava lá!
Que texto ótimo.

Renata de Oliveira disse...

Cara, chorei.
Vou rever essa noite, sozinha, embriagada, e chorar mais, pode ser?
Grande texto, vc escreve mto bem, e este filme, em especial, merecia um texto desses, pessoal e bem escrito.
Me identifiquei total (mistura de William com Saphira... kind of!)

Cris Cavaletti disse...

Já ouviu a versão de Tiny Dancer do Dave Grohl,do Foo Fighters? Acho que ele tava cantando no David Lentermann (nao sei escrever,ok) e começa introduzindo a música falando que não a conhecia até "Quase Famosos".Depois fala que quer recriar a cena e começa explicar como fazer pra platéia.Desde que escutei essa introdução do Dave quero muito ver o filme mas nunca encontro para alugar! Isso é bem triste.

Vinicius Claudio disse...

Excelente análise.
O filme é excelente e pra mim, a combinação "filme e música" geram histórias maravilhosas (Alta Fidelidade, Bandwagon, Quase Famosos, This is Spinal Tap, Rock Satr, Detroit Rock City) porque definitivamente, a vida sem música seria muito sem graça!

Jacques disse...

Gosto bastante de de Led Zeppelin e já ouvi falarem muito bem deste filme.
Valeu a dica.

http://www.fantasticocenario.com.br

Pri disse...

Estava conversando com umas amigas hoje sobre esse filme e o quanto eu o ADORO e me bateu uma saudade...joguei no google o nome fui lendo alguns sites, mas parei mesmo no seu blog! Adorei seu texto! Espetacular a maneira como você contou a história e o link que fez com a sua! Mais ainda porque citou o Ludov que eu A-M-O também!! Além de ter feito menção ao "Alta Fidelidade" que é outro filme maravilhoso!!! Gostei mt! Virei fã! E terminei o texto com a sensação de que eu poderia ter escrito isso, sabe? Não que eu tenha o seu talento, mas que é exatamente o que eu sinto em relação a esse filme!
Parabéns! E já estou me preparando para rever "Quase Famosos" esse fds, pela, sei lá, 50ª vez! rs
Bjs

Luiz Antônio Gusmão disse...

vi esse filme ontem com minha esposa. como o william não somos 'cool', mas amamos rock. esse filme "do what it preaches": mostra com sinceridade e sem clemência a vida louca de pessoas ambiciosas, ousadas, tão talentosas como egoístas. humanas, demasiadamente humanas, enfim...

fabiana disse...

Não vinha aki a muito tempo... q bom saber q vc continua escrevendo o 31 filmes! Uma lágrima escorreu aki ao ler sobre quase famosos...